Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 18 de agosto de 2012


Heart beats fast
Colors and promises
How to be brave
How can I love when I'm afraid to fall
But watching you stand alone
All of my doubt suddenly goes away somehow

One step closer

I have died every day waiting for you
Darling don't be afraid
I have loved you for a thousand years
I'll love you for a thousand more

Time stands still
Beauty in all she is
I will be brave
I will not let anything take away
What's standing in front of me
Every breath
Every hour has come to this

One step closer

I have died every day waiting for you
Darling don't be afraid
I have loved you for a thousand years
I'll love you for a thousand more

And all along I believed I would find you
Time has brought your heart to me
I have loved you for a thousand years
I'll love you for a thousand more

One step closer
One step closer

I have died every day waiting for you
Darling don't be afraid I have loved you
For a thousand years
I'll love you for a thousand more

And all along I believed I would find you
Time has brought your heart to me
I have loved you for a thousand years
I'll love you for a thousand more 
Por: Janeh Barros

Minha Triste Perfeição - Rosa de Saron


Minha triste imperfeição....
Foi buscando certar que às vezes eu errei
Mas quem pode acusar sem tentar compreender
Quando saio sem regar violetas que plantei
A sede que causei me afogará

Sem pressa, sei que posso alcançar
Digam o que quiserem só uma coisa importa

Verdadeiro é meu amor
O sentimento foi real
Quando eu te entreguei
Tudo aquilo que há em mim
Pode até não parecer
Se o mal que há em mim
Faz doer o teu coração
Minha triste imperfeição

Será que conseguirei a bondade que sonhei
Estou sempre a tentar remover as pedras
Se desvio o olhar da mão em minha direção
Fecho os olhos para mim e para você

Não canso, não desisto de lutar
Ainda se tropeço só uma coisa importa

Verdadeiro é meu amor
O sentimento foi real
Quando eu te entreguei
Tudo aquilo que há em mim
Pode até não parecer
Se o mal que há em mim
Faz doer o teu coração
Minha triste imperfeição


- Minhas Triste Imperfeição - Rosa de Saron - 

P.s Janeh

Em Equilíbrio...



Estória - Uma Noite de Verão....


Essa é uma história fictícia, criada pela minha fértil imaginação, nunca tentei isso antes e agora vou tentar, não garanto se terá um bom resultado. Espero que gostem... Janeh Barros

Era mais uma noite de verão e Sophia e suas amigas haviam resolvido sair à noite, rir um pouco e se divertir. Foram em um ambiente legal com pessoas divertidas, a noite foi passando e as risadas eram normais naquela roda tão amigável. Até que de longe uma das amigas viu um garoto, sem demorar ela botou na roda e todas olharam na direção do mesmo. Era um garoto que parecia despreocupado, andava como se ninguém prestasse muita atenção nele até aquele momento e talvez ele tenha notado aqueles olhares atentos nele e rapidamente olhou para elas, todas rapidamente desviaram o olhar, mas Sophia como sempre a mais devagar ficou parada e ainda o admirando, um belo rapaz com belos olhos e um sorriso sem igual.
Sophia nunca foi muito de acreditar em destino, mas depois daquela noite ela se viu obrigada a aceitar que talvez o destino influencie um pouco na vida das pessoas, a conversa das meninas continuou a mesma, vire e mexe elas olhavam discretamente e individualmente para aquele garoto apesar dele parecer ter perdido seus olhos em Sophia, mas como todos diziam Sophia era a mais desligada e nem perceberá que o tal garoto a olhava frequentemente. Por um acidente ou por destino, alguém de longe gritou um nome e tal garoto misterioso atendeu e assim elas souberam que o tal garoto se chamava Harry.  
Como dito a hora passou e elas tiveram que ir, mas obvio que o ir delas não seria para a casa, mas sim por ai, dar outras voltas e ir para outros lugares, andaram, riram até que chegaram a um lugar que as agradou, porém meia hora lá dentro já foi o suficiente para desejarem outro lugar, saíram novamente e andaram até avistarem um local que as agradasse. Avistaram e pegaram uma mesa e começaram a rir, conversar até que Sophia da um gritinho de susto e animação e diz: - Olhem meninas, olhe quem esta aqui. Sim, Harry estava ali, no mesmo lugar que elas novamente. Ele se aproximou da mesa onde elas estavam e sem esperar elas o chamaram, começaram a conversar e ele passou MSN e contatos para poder conversar com elas. Todas ficaram felizes, histéricas, mas adivinhem Sophia foi a que menos ficou animada, ela até esqueceu que havia que adicioná-lo no MSN.

Passou um tempo e ele a procurou, a adicionou no facebook e puxava assunto frequentemente, perguntou se podia adicioná-la no msn e por educação aceitou, mas eles nem haviam se conversado direito ainda quando ela resolveu sair com suas amigas novamente. - Ei Sophia, estou sabendo que Harry está afim de você. Disse em tom entusiasmado uma de suas amigas. - Afim de mim? Quem? Harry? Deve haver algum engano amiga. - Não, ele me falou que havia gostado de você, eu tenho certeza. A conversa fluiu, todas haviam se esquecido, mas aquilo ainda passeava pela cabeça de Sophia, aquelas palavras "Harry afim de você" mexeram com a desligada Sophia.
 Assim que ela chegou a sua casa, Harry logo a chamou no MSN e a conversa foi fluindo, ele se revelou um homem carinhoso e atencioso, claro Sophia sabia que não era a hora certa para se apaixonar e ela sempre foi muito determinada sobre amor e paixão, ela sempre foi daquelas que decidia por quem, quando e a hora que se apaixonaria, pobre Sophia mal sabia que Harry seria uma exceção em sua vida. Os dias passaram vez ou outra ele a telefonava, eles se encontravam de vez em quando, porém nunca ficavam se olhavam muito, conversavam e depois se despediam.
 Um dia daqueles Sophia se viu pensando em Harry, na forma como o sorriso dele se encaixava perfeitamente no seu rosto, como seus olhos claros de cor tão única brilhavam sob a luz, como as covinhas em suas bochechas se formavam assim que ele abria aquele sorriso espetacular, como suas mãos eram bonitas e como ela as deseja em sua cintura. Depois de esses pensamentos bobos vagarem pela mente de Sophia, ela ficou confusa e já não sabia mais se seria tão determinada com Harry, se conseguiria lhe dizer ou negar a vontade que sentia de está com ele.
Os dias continuaram passando e Sophia perdia a sua certeza de que não se apaixonaria por Harry, o jeito desligado dele a fazia querer se perder naquela aventura, a forma misteriosa mesmo sem querer a fez querer o desvendar, a forma como ele a tratava a fez pensar cada vez mais nele. Certa noite como que não quer nada ela propôs a ele que fosse vê-la, ele rapidamente aceitou e disse que às 22h: 30min ele a ligaria, Sophia mal acreditava naquelas palavras, ela mal acreditava que o veria finalmente a sós, que seria somente ele, ela e as estrelas. Era quase 22h00min e ela já estava ansiosa, se olhava no espelho a casa 5 minutos e parecia uma adolescente boba e apaixonada. Quando marcou 22h30min o celular tocou, era ele e ela não pode conter seu coração, nem seu entusiasmo.
- Oi. Falou Sophia tentando no máximo fingir que não estava tão ansiosa por aquela ligação.
- Oi, você acha que vai dar de nos vermos hoje?
- Por mim tudo bem, você pode vim aqui depois que sair do seu compromisso.
- Certo então, te ligo assim que eu estiver perto.
 Ela desligou o telefone e deu um pulo para frente do espelho, se olhou, olhou novamente e ficou caminhando de um lado para o outro, caminhava sem parar até que o telefone tocou novamente, ele estava ali perto, ela o veria, o tocaria e o principal sem uma plateia os observando.
 Ele deve ter demorado 10 minutos depois que a ligou, mas para ela foi como se fosse 1 hora ou mais. Andando ainda de um lado para o outro ela escutou o barulho do carro e apressadamente se dirigiu até a calçada onde ele estava encostado no carro com o seu tradicional ar de quem não quer nada com nada, com o sorriso espetacular direcionado a ela e o olhar hipnotizante preso ao dela. Ela parou, retomou o ar e caminhou ao encontro dele, o cumprimentou e se juntou a ele se aproximando mais perto do carro.
Os dois sob o céu estrelado e os carros passando na rua, conversaram tanto, riram tanto que mal viram a hora passar, os assuntos surgiam como se tudo estivesse combinado, eles se olhavam se admiravam até que ele a segurou pela cintura a puxou para perto e a beijou. Sophia sempre tão segura, sempre tão cheia de si, sempre comandando a situação estava ali sem reação, presa ao beijo e nas mãos de Harry, os lábios dele tocavam os dela e a faziam tremer e querer nunca mais sair daquele momento, dos lábios nos lábios.
Eles se olharam e Sophia não sabia bem como reagir, como o olhar, mas ele a segurou mais firme e falou tantas palavras que a tiraram da realidade, a carregaram para um mundo desconhecido para ela, um mundo irreal e onde ela não tinha controle algum sobre ela, quem dera sobre ele.
Os encontros entre eles não se tornaram constantes mais aconteciam, era como no começo muita troca de olhar, muitos sorrisos sem jeito e depois eles se beijavam, Sophia não sabia mais o que pensar e como agir, afinal era somente ver ele para ela se desconcentrar, esquecer o que estava falando e não conseguir tirar os olhos dele.
Ele não sabia o que estava fazendo ou será que sabia? Ele sabia que a estava tirando de si, que a estava deixando pensando nele todos os dias, todas as horas. Será que ele sabia para onde estava levando ela, será que ele tinha conhecimento de que aquela Sophia havia perdido todas as suas seguranças, todas as suas segundas opções? Como o previsto Harry foi uma exceção na vida de Sophia, ele a deixou longe do chão e perto do céu, porém Harry não sabia bem o que queria e isso fez com que Sophia caísse um alto e doloroso tombo.
Depois quando Sophia pensou ter passado, ter esquecido o olhar, o sorriso de Harry ela o encontrou novamente e como uma onda tudo aconteceu novamente, o desejo pela mão na cintura, o olho no olho, o sorriso encantador, tudo novamente como no começo. Sophia temeu que assim fosse para sempre, todos os dias que ela o encontrasse, porém não tinha como saber se estava ou não certa, decidiu seguir sua vida e guardar com carinho aquele tão lindo olhar e tão encantador sorriso.


Está estória não é minha, mas são estórias vividas por outras pessoas com um pouco de ficção no meio, espero que todos gostem...

Dedico está estória para todos os meus amigos e todas as pessoas que gostam das leituras de PENSAMENTOS SOLTOS, ok!!!

Att,
Janeh Barros

sábado, 4 de agosto de 2012

Ser Forte é ....


Ser forte é amar alguém.. em silêncio.
Ser forte é irradiar felicidade..quando se é infeliz.
É tentar pedoar alguém que não merece perdão! 
Ser forte e esperar.. quando não se acredita no retorno.
Ser forte é manter-se calmo.. no momento de desespero.
Ser forte é demostrar alegria quando não se sente.
Ser forte é sorrir.. quando se deseja chorar.
Ser forte é fazer alguém feliz.. quando se tem o coração em pedaços.
Ser forte é calar..quando o ideal seria gritar a todos à sua agústia.
Ser forte é consolar.. quando se precisa de consolo.
Ser forte é elogiar quando se tem vontade de maldizer.
Ser forte é ter fé naquilo que não se acredita.
Por isso por mais difícil que a sua vida possa parecer...
AME-A
E seja sempre, FORTE!
Pois a vida a gente só tem uma.




#Pensamentos Soltos# 
Janeh Barros

Versos Íntimos...



Vês! Ninguém assistiu ao formidável
Enterro de tua última quimera.
Somente a Ingratidão - esta pantera -
Foi tua companheira inseparável!
Acostuma-te à lama que te espera!
O Homem, que, nesta terra miserável,
Mora, entre feras, sente inevitável
Necessidade de também ser fera.
Toma um fósforo. Acende teu cigarro!
O beijo, amigo, é a véspera do escarro,
A mão que afaga é a mesma que apedreja.
Se a alguém causa inda pena a tua chaga,
Apedreja essa mão vil que te afaga,
Escarra nessa boca que te beija!

Augusto dos Anjos

#Pensamentos Soltos #
Janeh Barros

Trocando...


Trocando.
Estou trocando tudo.
Trocando lágrimas por sorrisos.
Trocando falsidades por amizades.
Trocando teoria por prática.
Trocando meninos pela minha família.
Trocando colegas por amigos.
Trocando followers por amizades virtuais reais.
Trocando fanatismos por amores.
Trocando beleza por conteúdo.
Trocando televisão por livros.
Trocando duvidas por certezas.
Trocando o duvidoso por algo que eu acredite.
E o melhor de tudo,
Estou trocando você por mim.




#Pensamentos Soltos#
Janeh Barros